Brasil registra onda de calor e vários estados

Publicidade

A última semana do inverno no Brasil trouxe consigo uma notícia preocupante: uma excepcional onda de calor atinge vários estados do país. As temperaturas se aproximam dos 40 ºC e, em algumas regiões, podem chegar até 45 ºC.

Neste artigo, vamos explorar as causas dessa onde de calor intenso, os estados afetados e, o mais importante, como proteger sua saúde durante esse período.

Causas da onda de calor: A bolha de calor

De acordo com a MetSul Meteorologia, o calor atípico no Brasil é causado por um fenômeno conhecido como:

Publicidade
  • bolha de calor,
  • domo de calor ou
  • cúpula de calor.

Dessa forma, esse fenômeno ocorre quando uma área de alta pressão permanece sobre a mesma região por dias ou semanas, prendendo o ar quente por baixo, semelhante ao que acontece em uma panela com a tampa fechada.

No Brasil, o centro desse fenômeno está entre o Paraguai e o Centro-Oeste.

Estados afetados pela onda de calor

Dessa forma, a onda de calor afetará pelo menos 14 estados brasileiros, com temperaturas próximas ou acima de 40 ºC. Assim, entre os estados afetados estão:

  • Paraná,
  • Mato Grosso do Sul,
  • São Paulo,
  • Rio de Janeiro,
  • Minas Gerais,
  • Goiás,
  • Distrito Federal,
  • Rondônia,
  • Amazonas,
  • Pará,
  • Tocantins,
  • Bahia,
  • Piauí e
  • Maranhão.

Além disso, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul podem registrar temperaturas excepcionais de até 45 ºC.

Brasil registra onde de calor e vários estados ( Imagem: Freepik)
Brasil registra onde de calor e vários estados ( Imagem: Freepik)

São Paulo em alerta para recordes de temperatura

Vale destacar que São Paulo também está na lista de estados que podem registrar recordes de temperatura durante essa onda de calor.

Ou seja, a cidade de São Paulo deve marcar temperaturas entre 37 ºC e 39 ºC, com o interior do estado podendo ultrapassar os 40 ºC.

Protegendo a saúde durante a onda de calor

Em primeiro lugar, é importante entender o que significa “muito quente” para o corpo humano funcionar. Afinal, temperaturas extremamente altas podem ter diferentes níveis de complicações para a saúde, incluindo riscos de insolação e distúrbios cardiovasculares.

Portanto, é essencial estar ciente dos sinais de desconforto térmico. Com as temperaturas extremas previstas, é crucial adotar medidas para proteger a saúde. Nesse sentido, se manter hidratado é fundamental, mesmo sem sentir sede.

Além disso, beber água, sucos e água de coco é essencial para evitar a desidratação.

Vale lembrar ainda que é bom evitar atividades ao ar livre durante os picos de calor, especialmente entre 12h e 16h.

Cuidados especiais com crianças e idosos

Crianças e idosos são grupos mais vulneráveis ao calor intenso. Eles precisam de atenção especial quanto à proteção solar e hidratação. O uso de protetor solar adequado, roupas leves e a ingestão regular de água são essenciais para proteger essas faixas etárias.

A onda de calor extremo que atinge várias regiões do Brasil exige precauções para proteger a saúde.

Compreender as causas desse fenômeno e adotar medidas como:

  • hidratação adequada,
  • proteção solar e
  • evitar atividades ao ar livre nos horários mais quentes são passos essenciais para enfrentar essa situação.

Veja também: Aplicativos para baixar música 

Além disso, cuidar de crianças e idosos com atenção extra é fundamental para garantir o bem-estar de todos durante esse período desafiador.

Assim, com esses cuidados, o verão poderá ser aproveitado sem maiores danos para a saúde mas com muita alegria e diversão.

Continue navegando com a gente!