Publicidade

Cafeína reduz gordura no sangue? Saiba detalhes aqui!

Um estudo recente publicado na revista científica BMJ Medicine sugere a possibilidade de que a cafeína reduz gordura no sangue. Será?

Neste artigo, vamos entender melhor sobre esse estudo, quais são os malefícios da gordura no sangue e se o café faz bem afinal. Acompanhe a leitura e confira!

Publicidade

Cafeína reduz o nível de gordura no sangue?

O estudo em questão se concentrou na relação entre os níveis de cafeína no sangue e sua influência sobre a gordura corporal, bem como o risco de doenças.

Os cientistas descobriram que aqueles com certas variações tendem a quebrar a cafeína de maneira mais lenta, prolongando sua presença no sangue.

Surpreendentemente, essa constatação estava associada a um menor risco de diabetes tipo 2. Uma porção considerável desse efeito benéfico estava ligada à redução do IMC.

Publicidade

Quais são os malefícios de ter gordura no sangue?

A gordura no sangue, também conhecida como hiperlipidemia ou dislipidemia, resulta em níveis elevados de lipídios como triglicerídeos e colesterol.

Esse desequilíbrio pode causar uma série de complicações de saúde como doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes tipo 2 e problemas hepáticos.

O acúmulo de placas nas artérias pode levar a condições como aterosclerose, enquanto a gordura visceral elevada contribui para a resistência à insulina.

Qual é o melhor horário para tomar café?

Estudos anteriores destacaram a importância do horário de consumo de café, sugerindo que o nível de cortisol mais baixo, cerca de três a quatro horas após acordar, é o momento ideal.

Publicidade

Isso ajuda a evitar o aumento adicional dos níveis de cortisol causado pela cafeína, que pode ter impactos negativos no sistema imunológico e na saúde em geral.

Afinal, o café faz bem?

Além da análise de que a cafeína reduz gordura no sangue, estudos também apontam que o café pode ter benefícios surpreendentes para a saúde.

Consumir café regularmente foi associado a um risco reduzido de diabetes tipo 2 e, até mesmo, a um menor risco de desenvolver Alzheimer, de acordo com pesquisas recentes.

No entanto, é fundamental lembrar que a moderação e o contexto individual desempenham um papel crucial nos efeitos do café na saúde.

Leia também: Aplicativos que te ajudam a emagrecer

Enquanto você prepara aquele cafezinho, aproveite que está aqui e continue navegando no site para ler outros artigos do nosso blog!